77% das MPEs brasileiras são do setor de Comércio e Serviços

Renda gerada pelos pequenos negócios é de R$ 420 bilhões por ano
O setor de Comércio e Serviços segue sendo uma das principais forças motoras da economia brasileira. Segundo o “Atlas dos Pequenos Negócios” – lançado pelo Sebrae, nesta terça-feira (5), em coletiva que também marcou os 50 anos da entidade – Comércio e Serviços juntos respondem por 77% das empresas de micro e pequeno porte (MPE) e 80% dos microempreendedores individuais (MEI) atuam no segmento.

Com relação aos MEIs, as cinco atividades mais frequentes são comércio varejista de vestuário e acessórios, com mais de 783 mil CNPJs; cabeleireiros/manicure, com quase 780 mil CNPJs; e obras de alvenaria – da Construção Civil –, com pouco mais de 477 mil inscritos; promoção de vendas, com cerca de 459 mil cadastros; e fornecimento de alimentos preparados, com mais de 328,3 mil CNPJs.

Já entre as MPEs, as cinco atividades mais comuns são: comércio de vestuário e acessórios (248,4 mil empresas); minimercados e armazéns (199,7 mil negócios); restaurantes e similares (145,1 mil CNPjs); lanchonetes (142 mil empresas); e serviços de escritório e apoio administrativo (138,1 mil MPEs).
De maneira geral, a atividade de microempreendedores individuais e microempresas e pequenas empresas gera uma renda mensal para os empreendedores de R$ 35 bilhões, o que representa aproximadamente R$ 420 bilhões por ano. Só os MEI em atividade geram, todos os meses, R$ 11 bilhões com o seu trabalho, ou seja, em um ano, os microempreendedores individuais injetam R$ 140 bilhões na economia brasileira. Por outro lado, os donos de microempresas e empresas de pequeno porte geram, mensalmente, R$ 23 bilhões. No período de um ano, movimentam R$ 280 bilhões.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o Brasil deve alcançar um crescimento sustentável e espontâneo de 3% ao ano, quando as micro e pequenas empresas responderem por 40% do PIB brasileiro. Hoje, as MPEs respondem por aproximadamente 30% do PIB.

“Em países desenvolvidos, a participação dos pequenos negócios no PIB fica em torno de 40% a 50%. Se em 10 anos conseguirmos promover esse crescimento, toda a economia sai beneficiada, graças ao poder que as MPE têm de gerar renda e empregos”, avaliou Melles.

O “Atlas dos Pequenos Negócios” revela ainda que entre os 15,3 milhões de empreendedores em atividade no Brasil – seja MEI, seja MPE –, 11,5 milhões têm a sua atividade empresarial como única fonte de renda. Entre os MEIs, 78% (6,7 milhões de empreendedores) têm na sua atividade empresarial como a única fonte de renda. Em relação aos donos de micro e pequenas empresas, 71% não possuem outra fonte de renda. Isso significa que das 6,6 milhões de MPEs em atividade, 4,7 milhões de empresários nesse perfil dependem totalmente da renda obtida com a empresa.

Sebrae 50+50
O Sebrae comemorou hoje, 5 de julho, 50 anos de existência. Além do lançamento do estudo, o cinquentenário contou com a inauguração do Mural dos Colaboradores e da Exposição 50+50 e live de Celebração do Aniversário. As comemorações estão sendo encerradas, agora à noite, com evento intitulado “O Sebrae em Cinco Décadas”, seguido de coquetel para autoridades e parceiros.

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Sebrae são parceiros na promoção do empreendedorismo brasileiro e no desenvolvimento do setor de Comércio e Serviços. Juntas, as duas instituições levam às mais de 500 mil empresas e mais de 1 milhão de pontos de vendas vinculados ao Sistema CNDL, qualificação, inovação, informação e desenvolvimento.
O presidente da CNDL, José César da Costa, enviou uma mensagem parabenizando o Sebrae por sua atuação no fortalecimento das empresas de micro e pequeno porte. O vídeo será exibido durante as festividades.

“A CNDL, cujo sistema é formado basicamente por pequenos empreendedores, sabe que celebrar a criação do Sebrae é o mesmo que enaltecer a força daquele que está na base da economia nacional”, disse José César, acrescentando ainda que membros do Sistema CNDL integra os conselhos estaduais do Sebrae em 14 estados.

As duas entidades são parceiras na realização do Programa Políticas Públicas 4.0, por meio do qual a equipe do projeto percorreu todas as regiões do país promovendo qualificação de lideranças e ações de Relações Institucionais e Governamentais, com o objetivo de aproximar o poder público local dos empreendedores.

“Realizamos ainda pesquisas que nos ajudam formular políticas públicas e projetos com foco nas micro e pequenas empresas do setor. Estas pesquisas são amplamente divulgadas em toda a mídia nacional, e nos auxiliam no desenvolvimento e crescimento do setor que mais gera emprego no país”, afirmou o presidente da CNDL.

(Com informações da ASN/Foto: Erivelton/Sebrae)

📍Rua Bom Futuro, 455 – Centro, Imperatriz – MA, 65903-150
☎ Fone: 99. 2101-2626
☎ 99. 2101-2612
✉ Mande um e-mail para nós:
cdlimperatriz@cdlimperatriz.org.br